Não seja mais enganado: Saiba como escolher um bom Azeite Extra Virgem!

foto-blog

Como comprar um bom Azeite de Oliva Extra Virgem?
 

Você deve estar pensando: Pela acidez é claro!
 

Essa resposta está bastante incorreta.
 

Um bom azeite possui inúmeras variáveis que devem ser consideradas. A acidez é importante? A acidez é um dos parâmetros de escolha, porém está longe de ser o principal. Levar em conta somente a acidez do azeite é um erro muito comum, e é importante compreender que a acidez não é um fator determinante na qualidade do azeite. Veja em Loja Online nossas sugestões: www.emporiodoazeite.com.br
 

Um bom azeite sempre apresentará uma acidez baixa. Inclusive este dado não consta nos rótulos produzidos na Europa, pois lá o azeite somente é classificado como Extra Virgem após passar por um rigoroso teste sensorial nos Painéis de Degustação.
 

A acidez é um parâmetro químico, o qual demonstra que todas as etapas do processo produtivo do azeite, da colheita até o seu envase, foram realizadas de maneira adequada, atendendo todos os parâmetros de qualidade.
 

Aviso Importante: você não pode sentir a acidez no sabor nem no aroma, pois ela é imperceptível ao paladar. A acidez do azeite não está vinculada ao PH (mais ácido ou menos ácido), como nos vinagres. O parâmetro da acidez de um azeite nos dá informações sobre a quantidade de ácidos graxos livres que estão presentes no óleo. Por exemplo, para azeites extra virgem a acidez máxima é de 0,8%, enquanto para azeites virgens, o valor máximo é de 2%.
 

xschemafinale_about-pt-br-png-pagespeed-ic-6u4qoo77lk

Fonte: http://www.filippoberio.com.br/conhecer-o-azeite/o-azeite-de-oliva/


O que você deve saber é que um “bom” azeite depende muito do paladar de cada um. Alguns clientes aqui na loja preferem azeites mais suaves, enquanto outros preferem os mais intensos. Porém algumas características são primordiais para um azeite ter qualidade. Abaixo fizemos uma lista com alguns dos principais fatores de escolha de um bom azeite:
 

1 – Método de Produção: Existem 3 características básicas no sabor de um azeite extra virgem: O frutado (verde ou maduro), o amargor e a picância. Estes três fatores podem ter sua intensidade suave, média ou intensa. O processo de produção do azeite de oliva extra virgem está diretamente relacionado com essas características: Se as azeitonas foram colhidas verdes ou no momento da veraison (quando ainda não mudaram sua cor para escura), permanece no fruto o gosto amargo das azeitonas. O frutado do azeite é percebido pelo sentido do olfato, e é um lembrete para uma fruta saudável e fresca, sendo algo que devemos reconhecer e valorizar. Existem azeites produzidos com olivas mais maduras que tem como característica um sabor mais adocicado e suave, adquirindo uma textura mais delicada.
 

PLANTACION DE ARBOL OLIVOS Y ACEITUNAS ALMAZARA MONDELO EN BENDOLLO RIBEIRA SACRA


2 – Conteúdo Fenólico:

Pouco se fala atualmente do conteúdo de polifenóis contidos no azeite de oliva extra virgem, porém estes são os responsáveis pelo amargor e picância dos azeites. Quanto maior o índice de compostos fenólicos em um azeite, maior é a quantidade de antioxidantes contidos nele. E esta característica não só está relacionada com os benefícios a nossa saúde, como também ajuda na conservação do azeite dentro da garrafa.

Mas como o consumidor pode encontrar essas informações? Na ficha técnica dos azeites existe essa informação. Também é possível verificar de acordo com o tipo de oliva que o azeite é feito, pois cada oliva possui um conteúdo fenólico diferente. As olivas Picual, Coratina, Peranzana, Cornicabra e Hojiblanca são as que mais trazem esse benefício.


Em nosso site você pode verificar os azeites que temos disponíveis dessas variedades:
 

PICUAL: https://www.emporiodoazeite.com.br/por-tipo-de-oliva/picual

CORATINA: https://www.emporiodoazeite.com.br/por-tipo-de-oliva/coratina

PERANZANA: https://www.emporiodoazeite.com.br/por-tipo-de-oliva/peranzana

HOJIBLANCA: https://www.emporiodoazeite.com.br/por-tipo-de-oliva/hojiblanca

 

3 – Conservação:

Azeite de oliva tem os mesmos inimigos que vinho, luz, ar e altas temperaturas, por isso é recomendado, armazená-lo em um local fresco e seco, longe da luz e calor. Uma lata ou frasco escuro ajuda a manter as propriedades do azeite de oliva, prevenindo a sua oxidação e deterioração. Garrafas claras devem ser sempre guardadas e nunca devem ficar expostas à luz.

 

4 – Data de fabricação:

Diferentemente dos vinhos, o Azeite de Oliva quanto mais novo melhor. Procure sempre consumir azeites frescos.

 

5 – Origem

Conforme dissemos antes, o método de produção do azeite de oliva está diretamente relacionado com a sua qualidade. Por isso que saber a origem do produto e os dados do produtor é sempre uma informação importante.

 

Lembre-se sempre: um azeite de oliva extra virgem genuíno não apresenta defeitos no seu aroma e/ou sabor. Quando você provar um azeite, verifique que ele tem consistência fluida e gosto agradável.

E qualquer dúvida pode falar conosco! 

Para conhecer o maior acervo online de Azeites de Oliva Extra Virgem do Brasil você encontra no link disponível abaixo:
 


 

Chania Chagas
Sommelier em Azeites de Oliva
Sócia-proprietária do Empório do Azeite
www.emporiodoazeite.com.br
 

Mais procurados

Produtos que você já viu

Você ainda não visualizou nenhum produto

Termos Buscados

Você ainda não realizou nenhuma busca
Newsletter
CADASTRE-SE E RECEBA OFERTAS EXCLUSIVAS: